Campanha de vacinação contra sarampo entra na última semana!

Essa é a última semana de vacinação contra o Sarampo nas Unidades de Saúde e nos pontos volantes de Coruripe. A campanha acaba na segunda-feira, dia 31. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) criou um plano de intensificação da vacinação contra o sarampo no município. Além da estratégia dos postos volantes e UBS os profissionais de Saúde para ampliar a imunização da população estão visitando algumas empresas do município, levando a vacina até os funcionários que queiram ser imunizados.

“Estávamos há 20 anos sem o registro de casos, mas, foram notificados 35 em 2019 e 04 no primeiro semestre deste ano. Isso mostra que há circulação do vírus no Estado de Alagoas e a vacina é a única forma de proteção” disse Andressa Vasconcelos, coordenadora da Vigilância em Saúde.

A Prefeitura de Coruripe iniciou no último dia (03), a Campanha de Vacinação contra o Sarampo, o objetivo é imunizar todos os coruripenses de 20 a 49 anos com a Tríplice Viral. A recomendação é que, independentemente de já ter se vacinado, é necessário tomar a vacina disponibilizada na campanha, excetuando-se quem se imunizou nos últimos 30 dias. A adesão à campanha de vacinação é imprescindível, para evitar um surto de sarampo.
Contraindicação: a vacina é contraindicada para gestantes.

Precaução – Para o Ministério da Saúde, por precaução, pessoas comprovadamente portadoras de alergia à proteína do leite de vaca (APLV), ao invés de receberem a dupla viral e a vacina tríplice viral do laboratório Serum Insititute of India, devem ser imunizadas com a vacina tríplice viral dos laboratórios Bio-Manguinhos ou MSD. Pessoas com história de reação anafilática sistêmica após ingestão de ovo, a exemplo de urticária generalizada, hipotensão e obstrução de vias aéreas superiores ou inferiores comprovadas, também têm restrições. Nestes casos, a vacina deve ser aplicada em ambiente hospitalar com condições adequadas de atendimento de urgências emergências ou no Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE).

Doadores de sangue habituais: devem realizar a doação antes de se vacinarem. Isso porque, as pessoas que tomam a dupla e tríplice viral ficam impossibilitadas de doar sangue pelo período de quatro semanas.