Prefeito se reúne com Comitê de Crise para avaliar impactos das manchas de óleo no litoral

O prefeito Joaquim Beltrão esteve reunido na tarde de ontem (21), com o Comitê Gestor de Crise, atualizando os dados sobre a situação de emergência em Coruripe em relação ao aparecimento as manchas de óleo no litoral coruripense.

Desde o dia 30 de agosto o município enfrenta o que pode ser considerado um dos maiores desastre ambiental no Brasil, em termos de extensão e todas as medidas cabíveis foram adotadas, em parceria com os órgãos competentes para solucionar os impactos do óleo nas praias.

“Embora não haja notícia de novas manchas de óleo no nosso município, estamos alertas quanto ao agravamento da situação nas praias não só de Coruripe, mas de todo o Nordeste. Nossas equipes, continuarão permanentemente vigilante quantos aos impactos da presença das manchas aqui e disponível para quaisquer esclarecimentos por meio de nossos órgãos competentes”, informou o prefeito Joaquim Beltrão.

Até o momento, desde que manchas de óleo atingiram o litoral de Coruripe, não houve ocorrência de contato das pessoas com o resíduo, nem novas manchas de óleo reapareceram em nenhuma área do município. Hoje, o que se observa no litoral, são pelotas do óleo cru na areia. A quantidade que chegou já foi em grande parte removida e não prejudica a circulação nas praias.

Todos os dias, o Comitê Gestor composto pela secretaria municipal de Meio Ambiente, Limpeza Pública, Infraestrutura e Urbanismo, Defesa Civil, juntamente com a Central de Defesa Ambiental – CDA (Petrobrás), continuam com as atividades de monitoramento e limpeza nas praias.

Coruripe foi o primeiro município a colocar máquinas nas praias afetadas pelo óleo bem como dando o destino adequado ao material recolhido.