Ministério Público de Alagoas, em parceria com a Prefeitura de Coruripe, lança o Projeto Mensageiros da Esperança

O Ministério Público de Alagoas, em parceria com a Prefeitura de Coruripe, lançou na manhã de hoje (17), no auditório do IFAL – Campus Coruripe, o Projeto Mensageiros da Esperança.

O projeto foi idealizado pela 1ª Promotoria de Justiça de Coruripe, por intermédio da promotora de Justiça Hylza Paiva Torres de Castro, e desenvolverá ações de prevenção ao suicídio, automutilação e depressão.

O “Mensageiros da Esperança” tem como objetivo detectar crianças e adolescentes com casos de depressão nas escolas estaduais e municipais de Coruripe. Até janeiro, os mensageiros e técnicos da área de saúde, de assistência social e de educação serão capacitados.

Professores, diretores, coordenadores, vigias, porteiros e merendeiras das instituições de ensino também serão capacitados. O Instituto Federal de Alagoas (IFAL) também contará com mensageiros da esperança, e a partir de fevereiro, a equipe do projeto dará palestras nas escolas.

As escolas selecionaram alunos que formarão os grêmios que vão atuar como mensageiros da esperança para detectarem casos, onde farão a ficha de encaminhamento para a Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Saúde e Ministério Público.

A promotora de Justiça, Hylza Paiva Torres e o psicólogo Amilton Júnior Amaranto da Secretaria de Prevenção à Violência (SEPREV) criaram um manual que será lançado com o resumo da capacitação, os requisitos para trabalhar com as crianças e adolescentes. O que perguntar? Como perguntar? Quando perguntar? Como detectar se é uma tristeza ou depressão? São perguntas que estarão no Manual e auxiliarão a equipe.