Bloco Loucos Pela Vida leva alegria e animação às ruas de Coruripe

O Bloco Loucos Pela Vida organizado pelo Centro Apoio Psicossocial (Caps) de Coruripe saiu pelas ruas da cidade na manhã de hoje (08). O percurso foi de pura alegria e diversão, os usuários, familiares e funcionários do centro cantaram e dançaram ao som das marchinhas de carnaval.

“Eu gosto muito das atividades que realizo no CAPS e ainda mais das pessoas que convivo lá. É muito bom também brincar o carnaval junto com todos eles”, disse Maria Damiana, usuária do centro.

Maria Alice Carvalho, coordenadora do CAPS falou da satisfação em poder proporcionar momentos assim para os pacientes “As ações nas quais levamos o paciente para fora do ambiente “Caps” são importantes para trabalhar a socialização dos mesmos, esse bloco e todas as nossas atividades externas são formas de integrá-los à sociedade e também de mostrar que eles são amáveis e podem e devem ser inseridos no processo social, mas sabemos que o preconceito ainda é muito grande e é contra isso que lutamos todos os dias”, concluiu Maria Alice.

Sobre o Caps Coruripe

O Centro de Apoio Psicossocial de Coruripe atende em média 60 pacientes que são acompanhados diariamente por psicólogos, assistentes sociais, psiquiatras, terapeutas ocupacionais, enfermeiros entre outros profissionais. Os usuários do centro passam o dia recebendo tratamento adequado ao seu transtorno e também realizando atividades ocupacionais e de geração de renda.

O Caps oferece oficina de fabricação de trufas, vassouras de garrafa pet e puffs, toda a renda gerada é dividida em 50% para recompra de material e 50% entre os pacientes envolvidos na fabricação. É uma forma de reintegrá-los, fazendo com que eles se sintam utéis.

Geralmente esses pacientes são encaminhados das unidades básicas de saúde, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou até mesmo por demandas espontâneas.