Primeira etapa do Projeto “Coração de Estudante” em Coruripe atende mais de 1.000 crianças na UBS do Centro

A primeira etapa do Projeto “Coração de Estudante” realizada hoje (02), em Coruripe atendeu na Unidade Básica de Saúde (UBS) Sinicleide Felinto dos Santos, a UBS do Centro mais de 1.000 crianças. A ação foi promovida pela Prefeitura de Coruripe através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com o Governo do Estado de Alagoas, Hospital do Coração de Alagoas (Hcor) e Fundação Cardiovascular de Alagoas (CORDIAL).

O projeto tem como objetivo identificar precocemente doenças de cardiopatia congênita em crianças de 02 a 06 anos de idade. Cerca de 40 profissionais entre cardiologistas, cirurgiões cardiovasculares, pediatras, acadêmicos em medicina e paramédicos participaram do mutirão de hoje, que além dos atendimentos realizaram palestras sobre prevenção à doença e noções de primeiros socorros aos pais e professores.

Otonni Verissímo, Diretor Executivo da Cordial/Hospital do Coração explicou que interiorizar o projeto é essencial para cuidar do coraçãozinho dos pequenos. “Levar essa ação às cidades do interior é fundamental para que possamos diagnosticar precocemente doenças cardíacas que provavelmente só seriam descobertas se o paciente procurasse especialistas fora e na maioria das vezes as pessoas não têm condições”. Enfatizou ele.

“Essa ação visa levar promoção à saúde e mostrar aos pais e professores a importância dos cuidados para prevenir acidentes com atendimentos voltados a uma área que geralmente não é muito lembrada no acompanhamento de rotina para crianças”. Afirmou o cirurgião cardiovascular e chefe do serviço de cirurgia cardiopediatra do Hcor, Dr. José Wanderley Neto.  “É de grande importância realizar esses atendimentos com nossas crianças, para constatar se há alguma doença cardíaca e, sendo diagnosticada encaminhar para o tratamento adequado.”, enfatizou o secretario de Saúde de Coruripe Yvan Beltrão.

“Estamos muito felizes em poder trazer esse projeto para Coruripe, somos gratos pela parceria firmada com todas as instituições em prol da saúde dos pequenos”. Falou a vice-prefeita Dra. Dalva Edith. O prefeito Joaquim Beltrão fez um balanço da ação. “O evento foi um sucesso, houve uma grande procura pelos atendimentos, as escolas colaboraram bastante trazendo os alunos e orientando os pais. As crianças que foram diagnosticadas com alguma patologia cardíaca serão encaminhadas ao Hcor em Maceió para o tratamento. O resultado foi muito positivo e os filhos de nossa terra já aguardam ansiosos as próximas etapas”. Concluiu o ele.

Em Alagoas, segundo dados da Cordial, o Projeto Coraçãozinho já realizou 1.830 consultas, 131 cirurgias, 2.104 ecocardiogramas e 1.728 atendimentos no Programa Coração de Estudante.

* O que é Cardiopatia congênita?*

A cardiopatia é uma anomalia na formação do coração da criança ainda no útero, podendo ser diagnosticado do nascimento até os 05 anos de idade. Quanto mais cedo for identificado há mais chances de ter uma recuperação com sucesso.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, 23 mil crianças nascem com enfermidades cardíacas onde 80% precisam fazer algum tipo de cirurgia durante o desenvolvimento.